Mentira!

Neste blog e noutros sites do autor poderá prever o futuro do país tal como o presente foi previsto e publicado desde fins da década de 1980. Não é adivinhação, é o que nos outros países há muito se conhece e cá se negam em aceitar. Foi a incredulidade nacional suicidária que deu aos portugueses de hoje o renome de estúpidos e atrasados mentais que defendem os seus algozes sacrificando-se-lhes com as suas famílias. Aconteceu na Grécia, acontece cá e poderá acontecer em qualquer outro país.
Freedom of expression is a fundamental human right. It is one of the most precious of all rights. We should fight to protect it.

Amnesty International


4 de fevereiro de 2011

Confusão nos números das presidenciais

Fala-se de muitos eleitores constantes dos cadernos já terem morrido mas que os seus nomes não foram retirados para as Câmaras poderem receber mais dinheiro público, proporcional ao número de habitantes. Se assim for, não parece ético, nem legal e poderá ser mais um aspecto das fraquezas humanas, a que os políticos não são imunes.

Mas mais estranha é a discrepância de números posteriores às eleições presidenciais de 23 de Janeiro passado que agora vêm a público nas notícias Confusão no resultado das Presidenciais e Acta do Tribunal Constitucional "apaga" 500 mil eleitores.

Tratar-se-á da tradicional falta de rigor e de dedicação na execução de tarefas? Será que se abusa do empirismo de fazer coisas importantes levianamente, em cima dos joelhos, com desleixo, sem cuidado? Como seria se Portugal fosse um Estado com a dimensão da Alemanha ou da França? É tão pequeno e tão mal controlado. Apesar de haver tantos «boys» a ganhar fortunas, não se vê que deles resulte melhor funcionamento da máquina estatal. Não há líder, não há timoneiro. Anda-se ao sabor de ventos e marés, sem controlar nem responsabilizar. Assim não vamos para um futuro brilhante.

Imagem da Net

2 mentiras:

jRodrigues disse...

Continuamos e continuaremos o país da cauda do mundo, dos excrementos sociais e do desgoverno. Nem sequer uma porcaria de umas eleições os nossos governantes conseguem executar com sucesso, quanto mais reanimar a nossa economia e o nosso bem-estar? Tanto tacho neste país que já cansa.

A. João Soares disse...

É como diz. Se não conseguem resolver um problema tão simples em que apenas se necessita da aritmética de somar e subtrair, como se pode esperar desta cambada de parasitas a gestão do País, a dinamização da economia, o acerto das contar por forma a manter as despesas dentro dos limites das receitas??? Como se podem dar ao luxo de arranjar tachos por conta dos contribuintes para cada um dos amigalhaços incapazes e ineptos?? O que estão a fazer? Nem as contas das eleições conseguem acertar!!!

Para onde estão a levar Portugal? E de que estão os portugueses à espera para levar esta cambada para o inferno???

Abraço
João
Do Miradouro