Mentira!

Neste blog e noutros sites do autor poderá prever o futuro do país tal como o presente foi previsto e publicado desde fins da década de 1980. Não é adivinhação, é o que nos outros países há muito se conhece e cá se negam em aceitar. Foi a incredulidade nacional suicidária que deu aos portugueses de hoje o renome de estúpidos e atrasados mentais que defendem os seus algozes sacrificando-se-lhes com as suas famílias. Aconteceu na Grécia, acontece cá e poderá acontecer em qualquer outro país.
Freedom of expression is a fundamental human right. It is one of the most precious of all rights. We should fight to protect it.

Amnesty International


2 de outubro de 2008

Punição da Corrupção, Mas Só a dos Outros

O Governo atirou-se aos vigaristas que manipulam e tentam manipular os mercados financeiros agravando as penas entre outras medidas.

Muito bem para este tipo de crimes financeiros. Então e os outros crimes financeiros? Para quando as medidas anti-corrupção para os manipuladores da corja das famílias mafiosas políticas que roubam o tesouro nacional (o nosso dinheiro – que nos roubam directamente) descarada e ultrajantemente, aplicando os frutos dos roubos em reformas milionárias de autênticos merdosos cujo único mérito é o de merecerem o desprezo nacional devido ao seu comportamento como biltres políticos? Então e o crime financeiro político de entregar lugares de chefia a corruptos que ganham o dinheiro dos competentes apenas pelo mérito de serem infames e ordinários parasitas pertencentes a famílias da máfia política?

Que governo é este que se diz socialista e não cessa de continuar a fazer aumentar as diferenças sociais, já há muito as maiores da Europa, dando umas migalhas de €300/mês aos que morrem de fome para não morrerem já, mas mais tarde, quando eles tiverem saído? Deprimentes blasfemos, como o Portas, ainda gozam a população, clamando por mais polícias em lugar de políticas que acabem com a pobreza ou que, pelo menos a diminuem. Já alguma vez se ouviu o Portas no Parlamento a clamar por políticas contra a pobreza, para diminuir o desnivelamento social ou outras políticas sociais?

É sempre o mesmo, «a carroça à frente dos bois», como com a política de transportes, de pontes em lugares desnecessários e a faltarem noutros; o eléctrico do Porto, a que chamam metro (cidades europeias têm eléctricos maiores que o metro do Porto, a aumentar justificadamente, mas deixando a metrópole do país com menos quilómetros de linhas e menos linhas. A máfia não tem capacidade mental para resolver os problemas nacionais, mas esperteza saloia de vigaristas nojentos para roubar a população, nisso demonstram mestria de elevado grau.

5 mentiras:

JB disse...

Este governo auto-intitulado "socialista" ainda nem sequer tomou umas medidinhas para enfrentar a crise financeira que assola o mundo! E a banca portuguesa, desta forma, prolifera e arrecada os seus chorudos juros.

Um abraço revolucionário

Anónimo disse...

Os €300 não devem ser para não morrerem já de fome, devem é ser para evitarem os assaltos às padarias causados pela miséria e fome nacionais espalhadas pelos políticos que que se sucederam sem cessar após a implantação da república.

Capo di Tutti Capi disse...

O meu caro amigo é dos bloguers que melhor caracteriza as "qualidades" da camarilha que lançou os tentáculos sobre o poder em Portugal.
É de facto uma organização mafiosa.
Os cidadãos não sabem da missa metade.
Se conhecessem os meandros,ao menos as avenças...mudavam de côr.
Os romanos falavam em pão e circo;aqui fala-se em rendimento de inserção,etc.
São no fundo formas de comprar alguma paz social para que a roubalheira possa continuar.
Os partidos políticos são organizações criminosas que corrompem todos os orgãos do Estado.Vivem do dinheiro dos contribuintes e de donativos encapotados dos barões da economia a quem retribuem com favores ilícitos.

A. João Soares disse...

Esta crise pôs a nu uma grande debilidade do capitalismo, da economia de mercado e reduziu as diferenças entre capitalismo e socialismo. O PS demonstrou muita falta de habilidade ao não aproveitar esta oportunidade para acentuar a sua ideologia, aumentando o controlo da economia e centralizando as medidas tendentes a acabar com abusos de bancos, seguros, gasolineiras, etc.
O capitalismo selvagem deixado inteiramente entregue à iniciativa individual presta-se a este tipo de crises, criadas pela falta de valores éticos, morais e sociais, olhando o dinheiro como o único Deus todo-poderoso.
Se o socialismo radical já mostrou a sua inviabilidade, o capitalismo extremo também não serve para os cidadãos anónimos.
É altura de aparecer um ideólogo com conhecimento da vida real para criar, desenvolver e difundir a TERCEIRA VIA, que não deve tardar a ser implantada para bem da humanidade.
Abraços
João

- bruno - disse...

oh sim. Nada melhor que mandar os outros pagar pelos seus crimes. Acho que o pior crime de todos está a ser cometido aqui: o 8º pecado mortal da hipocrisia.
Um abraço do Fight Till Die, agora reactivo ;)