Mentira!

Neste blog e noutros sites do autor poderá prever o futuro do país tal como o presente foi previsto e publicado desde fins da década de 1980. Não é adivinhação, é o que nos outros países há muito se conhece e cá se negam em aceitar. Foi a incredulidade nacional suicidária que deu aos portugueses de hoje o renome de estúpidos e atrasados mentais que defendem os seus algozes sacrificando-se-lhes com as suas famílias. Aconteceu na Grécia, acontece cá e poderá acontecer em qualquer outro país.
Freedom of expression is a fundamental human right. It is one of the most precious of all rights. We should fight to protect it.

Amnesty International


22 de abril de 2007

"NÃO PERGUNTES PORQUE DOBRAM OS SINOS"

"Nenhum homem é uma ilha isolada. Cada homem é uma partícula do continente, uma parte da terra, se um torrão é arrastado para o mar, a Europa ficará diminuida, como se fosse a casa do teu amigo ou a tua própria casa. A morte de qualquer homem diminui-me, porque sou parte do género humano. E, se dobram os sinos, não perguntes por quem dobram os sinos - eles dobram por Ti". (John Donne).
Em memória dos que tombaram por terem jurado defender a Pátria, mas que os governantes desprezaram!

7 mentiras:

Chibo disse...

Os governates? Que governantes? Os chacinadores, queres tu dizer..
Abraço!

Paulo Sempre disse...

Chibo
"chacinadores". Eles andam ai...
Abraço!
Paulo

jpg - o sineiro disse...

Merecida homenagem aos que tombaram por todas as pátrias que não os mereceram.

Pobre país que não merece os seus mortos!

Um abraço, Paulo.

Paulo Sempre disse...

Aqueles em quem a morte não teve poder.
Paulo Sempre

Meg disse...

Tenho passado por aqui, via Anarquista, e acho mesmo que ja comentei qualquer coisa antes, mas...
esta foto é muito explícita, e falta-me a coragem.
Porque quando somos testemunhas delas, ao vivo e a cores, jamais recuperamos de tal sentir.
Só estou a fazê-lo porque só agora percebi que és tu o autor.
Um abraço

Professorinha disse...

Antes os reis desciam ao campo de batalha com os seus soldados. A partir de que momento isso deixou de acontecer? A partir de que momento passamos a enviar os nossos jovens como carne para canhão ficando à espera no nosso gabinete com ar condicionado?...

Fica bem :)

Carlinhos Medeiros disse...

Caro Paulo.

Visito o teu blog através do Ludovicus Rex e confesso-me surpreso com o teu grau de maturidade e visão política, principalmente em relação ao pensamento único da mídia que, em detrimento da verdade dos fatos, é instrumento universal a favor dos poderosos deste século. Convido-te a visitar o sistema SIVUCA e conhecer o VIOMUNDO do repóter da rede globo, luiz Carlos Azenha.

Parabéns pelo excelente trabalho.

Abraços.