Mentira!

Neste blog e noutros sites do autor poderá prever o futuro do país tal como o presente foi previsto e publicado desde fins da década de 1980. Não é adivinhação, é o que nos outros países há muito se conhece e cá se negam em aceitar. Foi a incredulidade nacional suicidária que deu aos portugueses de hoje o renome de estúpidos e atrasados mentais que defendem os seus algozes sacrificando-se-lhes com as suas famílias. Aconteceu na Grécia, acontece cá e poderá acontecer em qualquer outro país.
Freedom of expression is a fundamental human right. It is one of the most precious of all rights. We should fight to protect it.

Amnesty International


9 de julho de 2007

O Estado ganacioso

Há situações com as quais, como anarquista, me regozijo alarvemente. Neste caso, trata-se de uma verdadeira rabecada que o Estado português apanhou da Comissão Europeia, precisamente daqueles que o nosso governo respeita como deuses, acima de todas as coisas. Mais a mais, estando Portugal agora na presidência da União, devíamos estar acima de toda a suspeita, não é?

Mas não é este o caso. A Comissão Europeia acaba de fazer uma recomendação a Portugal, segundo a qual o Estado devia interromper de imediato a dupla tributação sobre os automóveis e reembolsar os contribuintes nos valores já cobrados e com os respectivos juros! Sugiro que leiam esta notícia que publiquei no meu site Contracorrente sobre esta questão. Segundo o secretário-geral da Deco, Jorge Morgado, “o mínimo que é exigido ao Estado é que cesse já com esta ilegalidade da dupla tributação”.

No entanto, o ministro das Finanças atreveu-se a afirmar que é apenas uma recomendação e não uma decisão final e que o processo ainda decorre. Ó ímpio! Ó herético! Desfazer assim nos deuses da sagrada União! Como anarquista, fico contentíssimo que alguém, alguma instituição, se digne pôr ordem nesta des-governação portuguesa. Toda ela feita de ganância, de arrecadar dinheiros que deviam mas era servir os contribuintes, os pobres cidadãos, já tão esmifrados por este Estado insocial não-socialista.

(Publicado originalmente n' O Anarquista a 5 de Julho de 2007)

3 mentiras:

A. João Soares disse...

Caro Savonarola,
O dinheiro que nos esmifram sem vergonha nem pudor, não é para amealhar, não é para arrecadar. É destinado aos bolsos de privilegiados da oligarquia, como os administradores o Banco de Portugal, todos os beneficiados com pensões milionárias, os boys nomeados para assessores e cargos públicos pelos caprichos do governo a que chamam «confiança política», em vz de serem em menos número e escolhidos por concurso público aberto a todos os portugueses, nas condições do concurso e depois escolhidos os mais competentes.
Veja o escândalo do filho do Santana Lopes, agora nomeado funcionário da AR para fazer um trabalho que só ao pai interessa.
Para suportar uma máquina deste género é preciso sacar o máximo aos cidadãos.
E o que faz a Deco e outras instituições de defesa dos consumidores? Porque não levantou o problema antes da UE? Não querem estar de mal com o governo.
Abraço

Paulo Sempre disse...

É tão triste fazer-se figura com o dinheiro de outrém...., qual prostituta!?
A carga fiscal sobre os automóveis e depois sobre os combustiveis, portagens..coimas por infracções ao Código da Estrada...é, de facto, fazer do automóvel não um bem de 1ª necessidade mas...uma "galinha dos ovos de ouro".
E o Artº 64º do actual Código da Estrada...que deixa tanta gente impune...só porque alega que o excesso de velocidade e outras contra-ordenações podem ser afastadas se se levantar o interesse publico: chegada a horas a uma reunião por parte do Sr. Juiz, Governador civil, Ministro, secretário do Estado, etc....
Há artigos assim...

Abraço.

C Valente disse...

Os jornais, tambem são uns boateiros, queriam o dinheiro de volta,e então este governo que nos está sempre a meter a mão no bolso.
Eles estão-se borifando para o que UE diz, só quando lhes convêm
Saudações